Untitled Document
SÁBADO, 20 DE OUTUBRO DE 2018
01 de FEVEREIRO de 2018 | Fonte: Globo Esporte

Possível titular, Sasha projeta dupla com Gabigol no ataque do Santos

Jogador pode ganhar chance de começar o clássico contra o Palmeiras, domingo

Possível titular do Santos na vaga de Rodrigão no clássico contra o Palmeiras, neste domingo, às 17h (de Brasília), na arena do rival, pela quinta rodada do Campeonato Paulista, Eduardo Sasha já pensa em formar uma parceria com Gabigol, principal reforço do Peixe para 2018.

 

Gabigol já tem treinado com os novos companheiros, mas deve começar o duelo contra o Palmeiras como opção no banco de reservas. Ainda assim, Sasha demonstra otimismo com uma dupla com o novo camisa 10.

 

– Já imaginei por ser um grande jogador, pelo que já fez quando estava aqui. Quem sabe não podemos fazer bastante gols juntos? – disse Sasha, em entrevista ao GloboEsporte.com.

 

Se tiver gol, tem provocação?

Uma comemoração feita por Sasha ficou marcada por ter provocado o Grêmio quando ele estava no Internacional – após marcar um gol contra o Juventude, em 2016, Sasha dançou "a valsa dos 15 anos", alusão ao tempo que o tricolor gaúcho estava sem ganhar um título relevante.

 

Sasha ressaltou que não se arrepende da comemoração, mas despistou ao ser questionado sobre a chance de provocar o Palmeiras caso marque um gol no clássico de domingo.

 

– Não me arrependo. Foi uma provocação sadia, sem ofender ninguém. Acho que foi na esportiva. O pessoal não precisa criar polêmicas – afirmou o atacante.

 

– (Não tenho) Nada em mente, mas se fizer um gol, vou comemorar com meus companheiros. Que dê tudo certo e eu possa fazer um gol (contra o Palmeiras) – completou.

 

O Santos volta a treinar na manhã desta quinta-feira, no CT Rei Pelé, e segue com a preparação para enfrentar o Palmeiras, único time com 100% de aproveitamento no Paulistão.



Untitled Document
Últimas Notícias
Gasolina sobe pela nona semana seguida e acumula alta de 6,76% em MS
Haddad eleva o tom, critica e desafia Bolsonaro
Furto de cobre motivou tiroteio que terminou com PM morto
Untitled Document