Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 18 DE JULHO DE 2018
02 de JANEIRO de 2018 | Fonte: Assessoria

Estradas federais do MS registram uma morte e 17 feridos durante feriado

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, mais de 1.000 infrações foram flagradas em vias no Estado.
Policiais fizeram fiscalização em estradas durante quatro dias (Foto: Divulgação/PRF)

Mato Grosso do Sul encerrou os festejos da passagem de ano com o registro de uma pessoa morta e 17 feridas em 15 acidentes, sendo dois deles graves, contabilizados nas rodovias federais que cortam o Estado, durante o dia 29 de dezembro e anteontem.

 

Os números foram divulgados ontem (01/01), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que destacou a queda nas estatísticas. Na passagem de 2016 para 2017, nos mesmos dias indicados, foram 31 acidentes ao todo (queda de 52%), 34 pessoas feridas (redução de 50%) e duas mortes.

 

Segundo os dados do órgão, foram flagradas 1.044 infrações gerais no período. A maioria se refere ao não uso de cinto de segurança. Ao todo, 73  autuações foram de passageiros sem o acessório. Outros nove condutores foram multados pelo mesmo motivo. E 22 veículos acabaram multados pelo transporte de crianças sem a cadeirinha no banco traseiro. 

 

Foram 118 ultrapassagens irregulares cometidas pelos condutores e autuadas pelos agentes. Ainda no período, a PRF informou que 2.138 veículos foram flagrados trafegando acima dos limites de velocidade correspondentes das vias.

 

Na questão de condutores bêbados, o órgão informou em sua nota que 43 condutores foram flagrados entre 2.076 que fizeram o teste do bafômetro nos dias da Operação de Ano Novo.   

 

Segundo a corporação, a operação especial nas rodovias federais continuará até o Carnaval, na primeira quinzena de fevereiro. Nesses últimos quatro dias, um total de 2.892 veículos e 3.016 pessoas foram fiscalizadas nas rodovias de Mato Grosso do Sul.



Untitled Document
Últimas Notícias
Homens recebem 75% das indenizações do DPVAT
Idoso é achado em terreno baldio após sumir
Bandidos invadem paróquia e destroem sacrário
Untitled Document