Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 19 DE ABRIL DE 2018
26 de OUTUBRO de 2017 | Fonte: Lance Net!

Dorival Júnior alerta para as armas mortais do Santos em reencontro

O técnico poderia ter reencontrado o ex-clube já no duelo do primeiro turno, na Vila Belmiro
Dorival em treino do São Paulo no CT da Barra Funda (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O clássico deste sábado entre São Paulo e Santos no Pacaembu marcará o reencontro do técnico Dorival Júnior com sua ex-equipe, da Baixada Santista. Demitido do clube no início de junho deste ano, o comandante trabalhou com o elenco que enfrentará agora e alertou para os perigos que os santistas oferecem.

 

- São Paulo terá uma grande equipe pela frente, aguda, uma equipe que tem alguns jogadores que são incisivos, e mortais em momentos importantes. Teremos de ter muitos cuidados, atenção redobrada. Temos de jogar em alto nível para que conquistemos um grande resulltado - disse Dorival, em entrevista publicada pela SPFC TV, oficial do Tricolor.

 

O técnico poderia ter reencontrado o ex-clube já no duelo do primeiro turno, na Vila Belmiro, mas passou por um problema particular na semana que foi contratado e não trabalhou no confronto. Na derrota por 3 a 1, o Tricolor foi dirigido pelo auxiliar Pintado, que já não trabalha mais no clube. 

 

Contra o Santos, Dorival defenderá uma invencibilidade de 13 jogos invictos no Pacaembu, apenas com vitórias. Duas delas foram ano passado contra o próprio Tricolor. Na entrevista, ele falou sobre isso e também sobre a fase do time, que luta para se afastar da zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Confira:

 

Projeção do clássico

Tem tudo para que tenhamos um grande jogo, o Santos também sabe que enfrentará uma grande equipe, tivemos, como o próprio Santos, alguns problemas. Mas a grande maioria dos jogos foram consistentes, isso é importante. E são duas equipes que têm tudo para que apresentem um grande espetáculo. 

 

Invencibilidade no Pacaembu

São apenas números, naturalmente são respeitados, mas o principal é que façamos na rodada seguinte, novamente, pontos. É isso que buscamos, porque nossa situação incomoda, não nos deixa tranquilo. Então, reconhecendo a importância dos números, as condições que foram alcançadas, número de vitórias no Pacaembu, mas me preocupo muito mais com o rendimento da equipe, o resultado.


Melhora no segundo turno

Tínhamos já 11 jogos, e nós teríamos sete, se não me falhe a memória, que não teríamos tempo com parada, treinamentos, e melhora do nosso dia a dia. E ele falou que sabia que isso aconteceria, e eu disse "então me cobre alguma coisa a partir do segundo turno, aí sim teríamos condições". Você tem de estar consciente do que vai acontecer, e as projeções para o próximo plano. Claro que algumas partidas ainda fogem daquilo que projetamos, mas na maioria jogou de forma segura, consistente, isso aí é o alcance de um equílibrio. É o suficiente? Ainda não. Estamos preocupados e esperançosos de que encontremos o caminho.

 

Como foi a semana de preparação

Com a mesma humildade, e tranquilidade, da rodada anterior, um grande jogo. Estamos muito concentrados na partida desta semana, acredito que cheguemos mais confiantes do que a rodada anterior. Porém, nível de atenção e preparação ainda maior, para que voltemos a ter uma boa atuação.



Untitled Document
Últimas Notícias
Supermercados Chama lançam promoção do Dia das Mães
Zé Teixeira intercede por construção de rotatória em rodovia de MS
Zeca retira ação contra o Santos, que fecha com o Inter troca por Sasha
Untitled Document