Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO DE 2017
17 de SETEMBRO de 2017 | Fonte: Globo Esporte

Ponte Preta perde em casa e Gilson Kleina é demitido

Demitido após a derrota em casa por 3 a 1 para o Atlético-GO, treinador agradece apoio de diretoria, jogadores e principalmente torcida: "Não falta em nenhum momento com o clube".
Kleina se despede como o quinto técnico que mais dirigiu a Ponte na história (Foto: Fabio Leoni/ PontePress)

A história de Gilson Kleina na Ponte Preta talvez merecesse um desfecho diferente daquele que a derrota em casa por 3 a 1 para o lanterna Atlético-GO provocou na noite do último sábado (16/09). Como foi demitido ainda no vestiário e nem apareceu na entrevista coletiva após a partida, o treinador deixou uma mensagem de despedida por meio de sua assessoria de imprensa.

 

- Quero agradecer aos jogadores, membros da comissão técnica, funcionários do clube, dirigentes e todos os torcedores da Macaca por esses meses de muito trabalho e todo apoio. Desejo muita sorte sempre - disse Kleina, que, suspenso, não ficou no banco de reservas diante do Dragão.

 

O técnico foi do céu ao inferno nesta segunda passagem pelo Majestoso. Assim que chegou, com aprovação quase que total da torcida e respaldado pelo acesso de 2011, encaixou a equipe no momento decisivo e alimentou a esperança do título paulista, mas ficou com o vice após a derrota para o Corinthians na final.

 

Desde então, não conseguiu superar as saídas de Pottker e Clayson, e a Ponte tornou-se uma equipe previsível, sem repertório ofensivo ou perspectiva de melhora. O retrospecto recente, com uma vitória nos últimos nove jogos, mostra o quanto o trabalho de Kleina estacionou.

 

Sob pressão, ele convivia com constantes cobranças da torcida. O coro de "Fora, Kleina" era quase uma unanimidade na arquibancada. A queda era iminente, e a situação ficou insustentável de vez após perder para o Dragão. Mesmo saindo pela porta dos fundos, o técnico fez questão de elogiar a torcida.

 

- Nessa segunda passagem pela Ponte tive o privilégio de chegar à decisão do Campeonato Paulista e sentir todo o carinho e força de uma torcida apaixonada que não falta em nenhum momento com o clube. Obrigado torcedor pelo comportamento e carinho comigo.

 

De março até o último sábado, foram 37 partidas, com 13 vitórias, 14 derrotas e 10 empates. Ao todo, Kleina comandou a Macaca em 152 jogos: 61 vitórias, 42 empates e 49 derrotas. É o quinto técnico que mais vezes dirigiu a Ponte na história.

 

Com a saída de Kleina, a diretoria busca um substituto. A ideia é fechar com alguém o quanto antes, até pelo momento conturbado e pela necessidade imediata de reação. Se ninguém for contratado até a repreasentação do elenco, na tarde de segunda-feira, João Brigatti, auxiliar fixo do clube, assumirá interinamente.



Untitled Document
Últimas Notícias
Sicredi é uma das 150 Melhores Empresas Para Trabalhar
Funcionários da JBS em Naviraí vão às ruas e pedem garantia de emprego
Morador de condomínio pagará taxa mínima de IPTU, decide TJ-MS
Untitled Document