Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2017
13 de JUNHO de 2017 | Fonte: Correio do Estado

Operação desmantela quadrilha que planejava resgatar preso da Máxima

Organização criminosa era especializada em contrabando de armas

Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje, a Operação Cerberus para desmantelar organização criminosa especializada no contrabando de armas e que planejava o resgate do líder do grupo, preso na Penitenciária Máxima de Campo Grande. 

Grupo era especilizado em contrabando de armas (Foto: Álvaro Rezende / Correio do Estado)

Em ação conjunta, aproximadamente 30 policiais federais e 20 policiais militares do Batalhão de Choque cumprem três mandados de condução coercitiva, um de prisão preventiva e quatro de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal de Três Lagoas. Operação também conta com apoio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

 

Investigações começaram em março deste ano, quanto o líder da organização criminosa, de 31 anos, tentou fugir da Penitenciária de Três Lagoas, usando uma pistola de calibre .380.

 

Por conta da tentativa de fuga, ele foi transferido para a Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, onde passou a contar com o apoio da namorada, de 25 anos, e três comparsas, de 21, 22 e 23 anos, para contrabandear armas que seriam revendidas no sudeste do país.

 

Quadrilha também orquestrou nova tentativa de fuga, mediante rendição e possível assassinato de agentes penitenciários durante escolta para consulta médica.

 

Líder da quadrilha cumpre pena pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio e aguarda julgamento por uso de documento falso e outro porte ilegal de arma de fogo.

 

Os investigados serão encaminhados para a Polícia Federal, onde serão ouvidos e permanecerão a disposição da justiça estadual.

 

Grupo pode responder pelos crimes de formação de organização criminosa, posse e comércio ilegal de armas de fogo de uso restrito e fuga de pessoa presa, cujas penas somadas podem chegar a 28 anos de prisão.

 

Mais detalhes sobre as investigações serão repassados em coletiva de imprensa, às 10h.

 

O nome da operação, Cerberus, faz alusão a criatura responsável por impedir a fuga das almas de criminosos que tentavam escapar do inferno, segundo a mitologia grega.



Untitled Document
Últimas Notícias
Cassems tem aprovação de 81% dos usuários do Estado, aponta pesquisa
Temer sanciona lei que permite preço diferente para cada forma de pagamento
Empresários do Estado terão 15 dias para pagar ICMS de mercadorias
Untitled Document