Untitled Document
DOMINGO, 17 DE JANEIRO DE 2021
10 de DEZEMBRO de 2020 | Fonte: Agência ALEMS

Mesa Diretora da ALEMS é reconduzida a novo mandato

O presidente Paulo Corrêa (PSDB) foi reconduzido à liderança da Mesa Diretora eleita para o biênio 2021-2022.
Mesa diretora da ALEMS reeleita para o biênio 2021-2022 (Foto: Foto: Luciana Nassar/ALEMS)

Na manhã desta quinta-feira (10/12), os cidadãos sul-mato-grossenses conheceram os nomes dos integrantes da Mesa Diretora do próximo biênio (2021-2022). A eleição prevista no artigo 25 do Regimento Interno da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) aconteceu por voto nominal e aberto, e foi realizada em sessão ordinária mista, conduzida do Plenário Júlio Maia pela atual Mesa Diretora, e transmitida ao vivo em todos os meios de comunicação da Casa de Leis.

 

Com chapa única registrada para o pleito, a atual Mesa Diretora foi reconduzida ao comando dos trabalhos legislativos e administrativos. O presidente Paulo Corrêa (PSDB) foi reconduzido à liderança da Mesa Diretora eleita, composta pelo deputado estadual Eduardo Rocha (MDB), vice-presidente, e os deputados Neno Razuk (PTB), e Antônio Vaz (Republicanos) na 2ª e 3ª vice-presidência, respectivamente.

 

A primeira secretaria será comandada pelo deputado Zé Teixeira (DEM), Herculano Borges (Solidariedade) será o 2º secretário, e o deputado Pedro Kemp (PT), é o 3º secretário. Também foi registrada candidatura avulsa pelo deputado Capitão Contar (PSL) ao cargo de 1º secretário da Casa de Leis, e foi rejeitada por 23 dos 24 parlamentares.

 

Reconhecimento

Os parlamentares reconheceram o êxito da atual Mesa Diretora, reconduzida na eleição realiada hoje, em relação aos trabalhos legislativos realizados neste biênio (2019-2020). O vice-presidente reeleito, Eduardo Rocha, considera a democracia um dos pilares respeitados na condução da Assembleia Legislativa. “Aqui ouvimos sempre os 24 parlamentares nas decisões tomadas. Parabenizo a gestão eficiente do deputado Zé Teixeira, à frente da primeira secretaria, que, por meio das reformas, fez a Casa de Leis avançar, e mesmo na pandemia, não deixamos de votar nenhum projeto importante para o Estado”, ressaltou.

 

O deputado Londres Machado (PSD), que exerceu a presidência na Casa de Leis por 14 anos, também reiterou que o trabalho conduzido pela atual Mesa Diretora é de excelência. “Voto favoravelmente a recondução desta Mesa Diretora, pois você fizeram um excelente trabalho, inclusive de gestão desta Casa de Leis, com todas as inovações implementadas pela primeira secretaria, dirigidas pela presidência”, destacou.

 

A deputada estadual Mara Caseiro (PSDB) também percebeu os avanços trazidos para a Assembleia Legislativa. “Estou chegando agora, mas já estive aqui na Casa de Leis junto ao deputado e presidente Paulo Corrêa, ao deputado Zé Teixeira, e vários pares deste mandato. Pude acompanhar o trabalho de vocês durante alguns anos, e agora vejo que muito avançamos. Destaco aqui a responsabilidade de todos da Mesa Diretora e os parabenizo pelo trabalho desempenhado. Claro, eu gostaria de ver uma mulher compondo também a Mesa Diretora, mas cheguei há pouco tempo”, frisou a parlamentar.

 

O deputado João Henrique (PL) acredita na continuidade a evolução dos trabalhos e reformas na Casa de Leis. “Neste momento, onde cada deputado pode votar em quem administra a ALEMS, estamos vendo aquilo que esta Casa de Leis deseja produzir, uma única chapa montada, e em condições de exercer os trabalhos administrativos da Mesa Diretora. Se tivéssemos a proibição de recondução da Mesa Diretora, haveria espaço para outros parlamentares. Parabenizo vossa excelência pela condução dos trabalhos, e aqui não existe voto de protesto”, disse.

 

Pedro Kemp (PT), reeleito 3º secretário, também reconheceu o trabalho de gestão executada pelo deputado Zé Teixeira, 1º secretário reeleito da ALEMS.  “Conheci o deputado Zé Teixeira como produtor rural, e agora conheço o gestor que ele tem sido nos últimos anos, me surpreendi com a capacidade e competência de administração e gestão dos recursos da Casa de Leis na viabilização das reformas e modernização. Sou minoria na Assembleia Legislativa, da bancada de oposição, mas tenho tido o espaço para me manifestar. Meu voto não é ideológico, mas pela continuidade do que está prosperando”, reiterou.



Untitled Document
Últimas Notícias
MS chega à metade de janeiro com 272 mortes por Covid-19
Campus Nova Andradina do IFMS abre especialização para servidores da Iagro
Eldorado Brasil oferece mais de 800 vagas no MS para início imediato
Untitled Document