Untitled Document
SÁBADO, 15 DE AGOSTO DE 2020
16 de JULHO de 2020 | Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Pesquisa do Sebrae/MS e Fecomércio/MS apresenta intenção de consumo para data comemorativa no Estado

A pesquisa mostra que a data, comemorada no domingo, 9 de agosto, deve injetar R$ 130,96 milhões na economia sul-mato-grossense.
Entre os que irão presentar, estudo aponta que a preferência segue por roupa (27%), perfume e loção pós barba (15%) e relógio (12%) - Foto: Shutterstock

A maioria dos consumidores sul-mato-grossenses pretende comprar o presente para o Dia dos Pais pessoalmente, por isso, a orientação é que os comerciantes observem as medidas de biossegurança. O estudo com a intenção de consumo para a data foi divulgado nesta quarta-feira (15/07) pelo Sebrae/MS e Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio (IPF/MS).

 

De acordo com o levantamento, 74% dos consumidores devem ir até o comércio adquirir a lembrança, e para 84%, a entrega do presente será feita pessoalmente. Na visão da analista do Sebrae/MS, Vanessa Schmidt, é preciso ter atenção ao comportamento. “Como a compra no presencial foi destaque, é importante que o lojista garanta questões de biossegurança, para conforto e segurança do cliente e proteção aos colaboradores”, disse.

 

A pesquisa mostra que a data, comemorada no domingo, 9 de agosto, deve injetar R$ 130,96 milhões na economia sul-mato-grossense – um resultado 20% menor que no ano anterior, quando a projeção foi de R$ 163,70 milhões. Do total para 2020, R$ 79,02 milhões serão gastos com presentes (60%), e o restante, R$ 51,94 milhões, em comemorações (40%).

 

“Percebemos que a intenção de consumo está muito aquém do esperado, mas que já está menos pior, na comparação aos meses anteriores. Esse resultado um pouco mais otimista também pode estar associado a redução da velocidade com que as demissões estão ocorrendo, principalmente no terceiro bimestre do ano”, explica a economista do IPF-MS, Daniela Dias.

 

Oportunidades para empresários

Entre os consumidores que irão presentar, a preferência da maioria segue por roupa (27%), perfume e loção pós barba (15%), relógio (12%) e o restante não sabe (18%). Entre os principais atrativos para compras, os entrevistados citaram o pagamento à vista com benefícios (46%), atendimento (36%) e medidas sanitárias (15%).

 

“É preciso que o empresário pense em vantagens para este cliente no pagamento à vista, seja uma promoção ou brinde, e isso deve ser avisado antecipadamente ao cliente, nas redes sociais. É importante que as empresas ofereçam produtos de faixas de preço variadas, para que consigam atender a diferentes perfis”, destaca a economista do Sebrae/MS, Vanessa Schmidt.

 

Já no caso das comemorações, o estudo aponta que elas deverão ocorrer em grupos pequenos, o que também pode ser uma oportunidade. “A preferência por comemorar é uma tendência, observada em momentos de insegurança do mercado. E, nas comemorações em casa, existem oportunidades para dois segmentos: restaurantes e supermercados. É preciso pensar em serviços de entrega na preparação de alimentos”, finaliza.

 

Pesquisa

A pesquisa também projeta um cenário pós-pandemia, e neste caso, as vendas conseguiriam chegar ao montante de R$ 140,63 milhões. O estudo aplicou por telefone 1.693 questionários entre 22 de junho a 06 de julho, com grau de 95% de confiança. Foram ouvidos consumidores em Campo Grande, Dourados, Corumbá/Ladário/Bonito, Coxim, Três Lagoas e Ponta Porã. É possível acessar a íntegra no DataSebrae.



Untitled Document
Últimas Notícias
Comissão se reúne para falar sobre planejamento de retorno às aulas presenciais em MS
Governo regulamenta serviços de retransmissão de rádio
Palmeiras se reúne com médicos e prepara pedido de mudança em protocolo da CBF
Untitled Document