Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 23 DE JULHO DE 2019
08 de JULHO de 2019 | Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Mais de 90 empresários de MS já aderiram ao Programa Investe Turismo

Micro e pequenas empresas de regiões turísticas de Mato Grosso do Sul vão receber mais de R$ 6 milhões de reais; expectativa é gerar emprego e renda.
Foto: Divulgação

Mais de 90 empresários de Mato Grosso do Sul já aderiram ao Programa Investe Turismo, projeto que prevê uma série de investimentos, acesso ao crédito, melhoria de serviço e inovação para aumentar a competitividade dos destinos turísticos. O programa, lançado na última quarta (03/07) em Bonito-MS, é uma iniciativa do Sebrae, Ministério do Turismo e Embratur.

 

As rotas beneficiadas no Estado vão receber mais de R$ 6 milhões e pertencem ao Pantanal Sul e à Serra da Bodoquena. Os destinos foram escolhidos pelo Ministério do Turismo com base em critérios técnicos, como estar no Mapa Brasileiro do Turismo 2018 e ter, pelo menos, um destino turístico consolidado no mercado internacional.

 

O empresário Alexandre Costa Marques, proprietário da Fazenda Baía Grande, localizada em Miranda, é um dos interessados em ter acesso ao Programa Investe Turismo. Para ele, que também é vice-presidente da Associação de Turismo do Pantanal de Miranda e Região do Pantanal Sul, as expectativas são altas. “Esse investimento é uma coisa inédita nestes 18 anos que estou no Turismo”, disse.

 

Alexandre Costa Marques vendeu as empresas e deixou a vida em Campo Grande para investir no Turismo, com o apoio do Sebrae/MS. Hoje, a fazenda da família é um negócio competitivo e ele busca constantemente aperfeiçoamento. “Agora com essas explicações disponíveis para o próprio empresariado, sabendo que o Sebrae está junto, temos tudo para desenvolver o trade turístico no Estado”, afirma.

 

Outro empresário que está animado com a iniciativa é Cícero Ramos Peralta, proprietário da Pousada do Peralta, em Bonito. “O impacto é o melhor possível, tudo que vem de investimentos para a atividade turística é importante na melhoria da qualidade e da prestação de serviços”, comentou ele, citando a importância da escolha dos destinos, que recebem um número considerável de turistas estrangeiros.

 

Além de pertencerem diretamente ao Turismo, os negócios beneficiados com o investimento também integram a produção associada: Gastronomia, Agroindústrias e os empreendimentos da Economia Criativa, como artesanato, designers, audiovisual, dentre outros.

 

Ações

A analista técnica do Sebrae/MS, Isabella Carvalho Fernandes, explica que os recursos vão auxiliar no desenvolvimento tecnológico e inovação dos empreendimentos. “As empresas precisam estar conectadas e ter ferramentas digitais que façam com que elas se posicionem no mercado, o mercado do Turismo está muito online, além disto, a gente trabalha na gestão dos empreendimentos e na sustentabilidade, porque estes destinos precisam estar fortes no econômico, social e ambiental”, declarou.

 

As rotas turísticas receberão um pacote de ações organizadas em quatro linhas de trabalho: o fortalecimento da governança, por meio de uma integração entre setor público e privado; a melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco especial nas micro e pequenas empresas; atração de investimentos e apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento; e por fim, marketing e apoio à comercialização, com campanhas, produção de inteligência mercadológica e participação em eventos estratégicos.



Untitled Document
Últimas Notícias
Festival de Inverno de Bonito impulsiona setor de turismo em baixa temporada
Homem morre em acidente entre moto e caminhão
Shandong acerta detalhes com o Verdão e anuncia Moisés
Untitled Document