Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 23 DE MAIO DE 2019
18 de FEVEREIRO de 2019 | Fonte: Gazeta Esportiva

“Em 40 dias, sinto pressão de 11 anos no São Paulo”, diz Willian Farias

Um dos sete reforços do São Paulo para a temporada 2019, o volante Willian Farias não precisou de muito tempo para sentir a enorme pressão do que é vestir a camisa tricolor em um momento de crise.

 

Após a derrota para o Corinthians, no último domingo, em Itaquera, o camisa 17 disse que o elenco está ciente de estar devendo boas apresentações e projetou uma reação.

 

“Estou há 40 dias no clube, mas parece que o clube não conquista nada há 11 anos. Em 40 dias, eu sinto essa pressão de 11 anos. Temos de levantar a cabeça. Olhar no olho de cada um. Sabemos que estamos devendo resultados bons ao nosso torcedor”, afirmou, na zona mista da Arena.

 

“Entrega, luta e doação não estão faltando. Mas o que a gente tem que buscar agora para retomar a confiança e colocar o São Paulo na busca por títulos são os resultados”, acrescentou o meio-campista.

 

Em menos de dois meses de temporada, o Tricolor foi precocemente eliminado pelo Talleres, da Argentina, na Pré-Libertadores e amargou quatro derrotas em sete jogos válidos pelo Campeonato Paulista. Para Farias, os reveses têm de servir como aprendizado.

 

“Temos que buscar as coisas boas dos resultados negativos, tirar de lição algumas outras situações, levantar a cabeça, trabalhar muito e buscar os resultados que são o mais importante”, declarou.

 

Uma das esperanças de torcida e elenco é Cuca. O treinador foi contratado para suceder a André Jardine, mas dirigirá a equipe apenas após o Paulistão, quando deverá estar recuperado de problemas cardiológicos.

 

“O currículo dele fala por si só. Só a presença dele faz com que a gente sacuda a poeira, levante a cabeça e volte a trabalhar muito. Entrega e dedicação não estão faltando, e sim os resultados”, concluiu.



Untitled Document
Últimas Notícias
Projeto de Resolução amplia atribuições do presidente da ALMS
Prefeitura de Naviraí e usina recuperam passagem de estrada canavieira
Mais três mortes por dengue são confirmados no MS
Untitled Document