Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 20 DE MARÇO DE 2019
12 de FEVEREIRO de 2019 | Fonte: Campo Grande News

300 crianças podem ficar sem aulas em Batayporã

Desde o dia 18 o município declarou situação de emergência, que foi reconhecido ontem pelo governo estadual
A cidade ficou completamente alagada depois das chuvas dos dias 17 e 18 de janeiro (Foto: Arquivo/Divulgação)

Aproximadamente trezentas crianças poderão ficar sem aulas caso continue chovendo em Batayporã - cidade a 311 km de Campo Grande. Na cidade chove quase todo o dia desde o mês passado, provocando estragos, principalmente na zona rural, onde moram esses estudantes.

 

As estradas nos arredores da cidade chegaram a ser recuperadas paliativamente, mas caso continue chovendo essas crianças não conseguirão voltar às aulas amanhã, explica o coordenador municipal da Defesa Civil, Sidney Olegário Marques. “A chuva pode prejudicar o transporte escolar, e com isso não vão conseguir ir para a aula”, completa.

 

Segundo ele, já é uma rotina dos moradores da cidade toda vez que chove forte alagar as ruas e sofrer com estragos, mas o problema maior é que não há tempo para se proteger. “A chuva vem muito rápido, por mais que o pessoal já esteja acostumado a subir móveis para evitar perder, a enchente sobe rápido demais e pega todo mundo de surpresa”, comenta.

 

Desde a chuva mais forte, nos dias 17 e 18 de janeiro, a defesa civil tomou algumas medidas para tentar amenizar os estragos e evitar que novas chuvas causassem novos problemas. Foi feito uma limpeza dos bueiros, recuperação das estradas e está também programada a limpeza na rede de drenagem.

 

Como o dia já amanheceu chovendo, as equipes não poderão voltar a recuperar as estradas nos arredores da cidade, e por enquanto, nenhuma ponte danificada voltou a ser usada. Durante todo o dia, o céu da cidade permanecerá nublado, com chuvas isoladas pela manhã e pancadas com trovoadas à tarde.



Untitled Document
Últimas Notícias
Moro pede ao Congresso que se debruce em pacote anticrime
Reitor anuncia implantação de novo curso na UFMS de Naviraí
ISI Biomassa tem infraestrutura para projetos de geração de energia para indústrias
Untitled Document