Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 06 DE DEZEMBRO DE 2019
08 de FEVEREIRO de 2019 | Fonte: Assessoria

Projeto nacional capacita produtores integrados de MS

Avicultores e suinocultores de Mato Grosso do Sul participaram nessa quinta-feira (07), da apresentação do Projeto CADEC Brasil, idealizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com o objetivo de capacitar produtores integrados de todo o Brasil e também para tratar sobre a Lei da Integração. 

 

A reunião  aconteceu na sede do Sindicato Rural de Dourados, e foi organizada pelo Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS em parceria com a Associação Sul-Mato-Grossense de Suinocultores  (Asumas) e Associação de Avicultores de Mato Grosso do Sul (Avimasul). Atualmente no Estado contemplamos sete Comissões para Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração (CADEC), com a participação de 32 membros. 

 

A iniciativa tem, entre outros benefícios, a missão de possibilitar uma melhor remuneração para o produtor integrado a partir do compartilhamento de experiências e boas práticas. “A realidade que encontramos aqui em Mato Grosso do Sul é bem diferente de outros lugares. O avanço é maior, principalmente com o apoio oferecido pela Federação. Esse modelo vencedor deve ser replicado para outras regiões. O céu é o limite para o sucesso da atividade integrada”, explica a assessora técnica da Comissão Nacional de Aves e Suínos da CNA, Ana Lígia Leratti.

 

A analista técnica do Senar/MS, Fernanda Oliveira, que participou do evento, destaca que a instituição está empenhada em oferecer suporte técnico e capacitação para o setor. “A ideia é que o produtor participe de forma mais ativa das negociações com a agroindústria e que isso seja um processo natural”, comenta.

 

De acordo a equipe responsável pelo projeto, no primeiro ano de implantação já será possível visualizar resultados. O grupo tem uma  extensa agenda nos próximos meses. A meta é atender pelo menos os principais estados produtores do país, que representam aproximadamente 90% da produção nacional.

 

Para o consultor jurídico da Comissão, Tiago Moreira de Carvalho, as principais dúvidas dos produtores estão relacionadas à remuneração, rescisões contratuais e ao direito e dever dentro da relação de integração. “É mito dizer que não existe a possibilidade do produtor negociar ou que a categoria não tenha força. É um setor que pode sim argumentar junto a CADEC e participar de modo mais efetivo”, explica.

 

O produtor José Gilberto da Cunha, atendido pelo Granja Plus, programa de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/MS, participou do encontro. “Essa inovação é muito interessante pois aprimora os produtores para as negociações futuras com a integradora e é preciso estar preparado. Não tenho dúvidas de que vai melhorar e os resultados serão positivos para todos”. 

 

Participaram do encontro, o presidente da Avimasul, Adroaldo Hoffman; o presidente da Asumas, Alessandro Boigues; a analista técnica do Sistema Famasul, Eliamar Oliveira; entre outros produtores do setor.



Untitled Document
Últimas Notícias
Ministro da Educação empossa Elaine Cassiano reitora do IFMS
Governo envia plano de aplicação dos recursos do Fundersul 2020
Frota de veículos no MS cresce 8% nos últimos 3 anos
Untitled Document