Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2019
26 de NOVEMBRO de 2018 | Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Meta de abates pelo Carne Orgânica e Sustentável do Pantanal é de 30 mil para 2019

Produtores da região Pantaneira que aderirem ao subprograma Carne Sustentável e Orgânica do Pantanal recebem isenção de impostos.
Foto: Semagro

O número de abates de bovinos pelo programa Carne Orgânica Sustentável do Pantanal deve chegar a 30 mil em 2019. Essa é a meta anunciada pelo secretário de Estado Jaime Verruck, da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) durante o ato de assinatura do decreto do programa de Avanços na Pecuária de Mato Grosso do Sul (Proape), que instituiu o subprograma Carne Sustentável e Orgânica do Pantanal, em Mato Grosso do Sul.

 

O ato foi realizado na quinta-feira (22/11), no auditório da Famasul, durante assembleia com produtores rurais. O decreto, assinado pelo governador Reinaldo Azambuja incentiva a produção pecuária na região do Pantanal. “É uma forma de valorizarmos a tradição pantaneira de criação de gado, que já é de baixo impacto ambiental, se ajusta com as normas de sustentabilidade e de produção orgânica e, ao mesmo tempo, melhora a remuneração desses produtores, proporcionando um incentivo de até 67% do ICMS”, afirmou o governador.

 

Os produtores da região Pantaneira que aderirem ao subprograma Carne Sustentável e Orgânica do Pantanal recebem isenção de impostos. A redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) pode chegar a 50% na produção de carne sustentável e a 67% na produção orgânica.

 

“Estamos trabalhando em conjunto com as certificadoras, pois quem define se um produto pode ser classificado como orgânico é o Ministério da Agricultura, por meio de empresas certificadoras. Há um protocolo nacional, que já é reconhecido internacionalmente. Estamos reconhecendo uma atividade tradicional da pecuária: o Pantanal. Os produtores da região passam a trabalhar num nicho de mercado importante. Há um ganho mercadológico para esse produto. Vamos difundir o Estado e agregar renda ao produtor, por meio de incentivo fiscal”, comentou o secretário.

 

O titular da Semagro apresentou o programa aos produtores rurais e assinou a Resolução Conjunta Sefaz/Semagro, com as normativas especificas do subprograma de Apoio à Produção de Carne Sustentável e Orgânica do Pantanal. “Nossa meta é atingir 30 mil animais abatidos pelo Programa em 2019. Com o grupo de produtores já atuantes é possível atingir esse número. Hoje, segundo a ABPO, ao menos 50 produtores que já podem ingressar no programa a partir da próxima semana”, informou Jaime Verruck.

 

Aos moldes de outras ações do Proape, os produtores da região pantaneira que aderirem ao subprograma Carne Sustentável e Orgânica do Pantanal recebem isenção de impostos. A redução do ICMS pode chegar a 50% na produção de carne sustentável e a 67% na produção orgânica. O decreto e a resolução assinados foram publicados na sexta-feira (23.11) no Diário Oficial do Estado (DOE) edição nº 9.786.



Untitled Document
Últimas Notícias
Plano de Desenvolvimento da Agropecuária de MS passa por adequações
Lançamento do Dia de Cooperar no MS reúne cooperativas do Estado
FMS apoia evento científico sobre atividade física e saúde
Untitled Document