Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 23 DE ABRIL DE 2019
01 de NOVEMBRO de 2018 | Fonte: Lance Net!

Verdão empata diante do Boca e está fora da Libertadores

Palmeiras jogou contagiado pelo ambiente no Allianz Parque, mas saiu atrás no placar, virou, e acabou sofrendo empate que encerrou o sonho do bicampeonato continental.
Palmeiras ficou no empate com o Boca e se despediu da Libertadores (Foto: Luis Moura / WPP)

O palmeirense viu nesta quarta-feira (31/10) uma das mais lindas festas no Allianz Parque, com fogos e faixas explodindo no início do jogo. Mas o time não acompanhou e a partida terminou com canto argentino: 2 a 2, placar que leva o Boca Juniors à final da Libertadores contra o arquirrival River Plate, que eliminou o Grêmio na terça-feira.

 

A confiança vinda das arquibancadas dominou o time para virar a derrota por 2 a 0 na Bombonera. Mas Bruno Henrique teve gol anulado com nove minutos, com auxílio do VAR, o time sentiu e foi para o intervalo perdendo, graças a gol de Ábila, em falha de Luan, aos 17.

 

No segundo tempo, Luan, aos sete, e Gustavo Gómez, aos 15, chegaram a virar, mas Benedetto, autor dos dois gols argentinos na ida, concluiu jogada que começou com Felipe Melo só olhando os rivais e empatou, aos 25. E garantiu um Boca x River na final da Libertadores.

 

A frustração do VAR

Contagiado pela torcida, o Palmeiras foi para cima. O Boca não entrou recuado, em um 4-1-4-1 com a linha intermediária no meio-campo, para fechar os lados. Ainda assim, o Verdão achou espaço nas pontas, principalmente porque Deyverson saia da área, puxando a marcação.

 

Foi assim que o gol saiu, com o centroavante ajeitando para Dudu cruzar e Bruno Henrique fez, aos nove. Mas Deyverson estava impedido e, após minutos de extâse, o árbitro de vídeo frustrou o ambiente.

 

Vacilo custou caro

O Boca percebeu o desajuste na marcação do lado esquerdo da defesa palmeirense. E foi dali que Villa cruzou para Ábila simplesmente passear na frente de Luan e colocar a equipe visitante na frente, aos 17.

 

Houve esperança

O Verdão voltou com Moisés no lugar de Bruno Henrique, se lançou à frente e chegou a virar o placar. Luan aproveitou bola lançada na área para empatar, aos sete, e Dudu sofreu pênalti que Gustavo Gómez converteu, aos 15. Ainda faltava mais de meia hora de partida. O estádio se empolgou de novo.

 

Benedetto. De novo

Assim que o Verdão virou, o Boca tirou Benedetto do banco. E o atacante acertou chute de fora da área, aos 25, para se ratificar como algoz.

 

Agora é o Brasileiro

Líder do Brasileiro, com quatro pontos de vantagem para o Flamengo, segundo colocado, o Verdão tem um clássico às 19h de sábado, contra o Santos, no Allianz Parque. Faltam sete rodadas para o fim do torneio.



Untitled Document
Últimas Notícias
Conselho Estadual de Agrotóxicos elabora plano para difusão do Manejo Integrado de Pragas em MS
Adolescente morre após ser agredido com enxada
Com faca, homem ameaça e rouba bolsa de mulher
Untitled Document