Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 15 DE NOVEMBRO DE 2018
30 de OUTUBRO de 2018 | Fonte: Globo Esporte

"Número 1 do Brasil", Everton deve ser arma no banco para decisão do Grêmio com River

Artilheiro se recupera de lesão e deve ser opção para o decorrer da partida contra argentinos na Arena. Tricolor deve manter estrutura do primeiro jogo para tentar "amarrar" adversário
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Ao se encaminhar para a Arena na noite desta terça-feira, o nervosismo dos gremistas na expectativa por Grêmio e River Plate, semifinal da Libertadores, será um sentimento dividido com um otimismo. Afinal, o grande nome do ano, o artilheiro azul, preto e branco, estará novamente à disposição do técnico Renato Portaluppi. A tendência é que Everton esteja entre os reservas. Mas, ainda assim, é uma arma para deixar o Tricolor mais decisivo justamente na hora mais necessária. Motivos para dar uma ponta de tranquilidade a um torcedor certamente ansioso por mais uma classificação à final.

 

Conforme apurou o GloboEsporte.com, Renato vai mexer o mínimo possível no time. Por isso, a única mudança deve ser Paulo Miranda na vaga do suspenso Kannemann. Léo Moura se candidata a vaga na lateral, mas Leonardo deve seguir na equipe titular. Everton vira, portanto, uma carta na manga para o segundo tempo. Se relaciona com a possibilidade de “usar a vantagem” no “momento certo”, reiteradas vezes por Renato.

 

Everton está recuperado da lesão muscular, mas precisa passar por testes com os médicos e comissão técnica para carimbar presença no jogo – está sem atuar desde o dia 6 de outubro. O resguardo de começar a semifinal no banco vem daí, afinal são 24 dias sem entrar em campo e apenas dois treinos com bola. Mesmo que Everton dê ao Grêmio um poder de decisão maior em campo, do alto dos seus 17 gols em 2018.

 

"Everton antes de se lesionar era o número 1 do Brasil hoje, tanto é que foi convocado. Volta em um momento decisivo, um jogador decisivo" (Jael)

 

- O Everton antes de se lesionar era o número 1 do Brasil hoje, tanto é que foi convocado. É um grande jogador. Volta em um momento decisivo, um jogador decisivo. Se jogar, tenho certeza que será decisivo, porque vem fazendo isso o ano inteiro. Faz alguns meses também machucou e fez gol na volta. Jogador que quando joga, entra para resolver. Espero que possa entrar ou iniciar, vai fazer a diferença para a gente - comentou Jael, o parceiro de ataque.

 

Everton em 2018

17 gols

5 assistências

5 gols em 7 jogos na Libertadores

 

Convocado duas vezes por Tite, foi cortado na última por conta do problema muscular. Sua presença no segundo tempo também encaixa com a estratégia gremista. A intenção é manter o que foi feito no Monumental de Nuñez, com marcação forte para impedir o River de jogar. E apostar na velocidade e na bola parada. A entrada de Everton durante o segundo tempo, com ou no lugar de Alisson, por exemplo, dá a possibilidade de explorar eventuais espaços deixados.

 

- Não sei se está 100%, mas acho que estiver 10%, já pode nos ajudar e muito. Se vai jogar ou não, o Renato vai montar, é um grande treinador para estes momentos, saber definir quem vai jogar, porque está acostumado a grandes jogos. Se o Everton tiver no mínimo 50%, vai nos ajudar muito. Mas para voltar, creio que vai estar 100% - completou o centroavante gremista.

 

Everton tem 23 chutes na Libertadores, quarto na lista, e tem cinco gols na competição. Colocará todo o seu poder de fogo a serviço do Grêmio em busca da segunda final consecutiva de Libertadores.



Untitled Document
Últimas Notícias
Reinaldo se reúne com Bolsonaro nesta quarta
Homem tenta abusar prima de 8 anos na Capital
Diabetes mata mais de 4,7 mil pessoas em MS
Untitled Document