Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 16 DE AGOSTO DE 2018
27 de JULHO de 2018 | Fonte: Gazeta Esportiva

Santos cobra pagamento, e Vitor Bueno pode voltar da Ucrânia

Vitor Bueno pode voltar ao Santos (Ivan Storti)

Depois do presidente do Santos anunciar a ida de Vitor Bueno para o Dínamo de Kiev, o meia pode voltar da Ucrânia. O jogador aguarda na Europa pelo fim do impasse entre os clubes.

 

Ele seria trocado por empréstimo com Derlis González, mas a negociação com o atacante paraguaio fracassou e o santista já estava na Ucrânia à espera de um acerto final. Agora, o Peixe cobra 500 mil euros (R$ 2,2 mi), quantia pedida pelo Dínamo no início das tratativas, antes de Vitor Bueno ser envolvido. O valor de compra fixado seria de 10 milhões de euros (R$ 43,6 mi).

 

A equipe ucraniana, porém, faz jogo duro pelo pagamento e já tem tudo acertado com Bueno para empréstimo de uma temporada, sem qualquer compensação ao clube da Vila Belmiro. Se o dinheiro não for transferido, porém, o alvinegro avisará ao atleta para retornar ao Brasil nos próximos dias.

 

A situação é curiosa porque Vitor Bueno, a princípio, não gostaria de atuar pelo Dínamo de Kiev, mas foi convencido pelo Santos, disposto a não pagar pelo empréstimo de Derlis González e com a expectativa de vendê-lo no futuro. Os representantes do jogador estão incomodados. E para piorar, a camisa 7 foi dada para Carlos Sánchez e o jovem de 23 anos precisaria de outro número.

 

Derlis veio ao Brasil e negociou por cinco dias antes de voltar ao Paraguai. O atacante alega que o Santos não cumpriu com o acordo verbal. O Peixe afirma que ele fez diversas exigências, como salário alto, casa, carro, comissão, passagens aéreas de luxo…

 

“Não há mais chance. Depois do que disse o presidente, não há mais. Olha, eu tenho no contrato com o Dínamo um salário de 110 mil dólares por mês (R$ 405 mil), passagem de avião, carro e eles sabiam disso. E disseram que dariam o mesmo contrato. Na chegada ao Brasil, quiseram pagar 37 mil dólares a menos (R$ 136 mil) por mês. Não dá. Eles sabiam do contrato e disseram que sim…”, disse Derlis, à Gazeta Esportiva.



Untitled Document
Últimas Notícias
Artista plástico de MS constrói parque de diversões com sucata no quintal de casa
Homem morre ao volante do carro em Dourados
Feridos em explosão na UFRJ estão fora de risco
Untitled Document