Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO DE 2018
24 de MAIO de 2018 | Fonte: Gazeta Esportiva

Carille descarta preferência pelo Corinthians em possível volta ao Brasil

Mesmo com grande identificação com o Alvinegro, treinador não garantiu preferência (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Depois de nove anos trabalhando no Corinthians, primeiro como auxiliar e depois efetivamente como treinador, Fabio Carille deixou o clube rumo ao Al-Wehda, da Arábia Saudita. Na tarde desta quarta-feira, o técnico concedeu entrevista em um hotel da zona sul de São Paulo para falar sobre a sua saída e os motivos da transferência.

 

Já questionado sobre um possível retorno ao futebol brasileiro, Carille, que tem forte identificação com o torcedor corintiano pelos títulos conquistados e pelo ótimo retrospecto em clássicos sobretudo diante do grande rival Palmeiras, deixou em aberto a possibilidade de comandar outras equipes.

 

“Sou profissional e estou indo com a cabeça para ficar lá anos. A partir do momento em que eu sou contratado por alguém, eu não vou lá pensando em voltar. Se eu for assim, já chego lá voltando, já chego lá derrotado. Então estou indo lá para fazer história. E um dia voltando, vou estar aberto a tudo. Não tenho que ficar aqui dando preferência a esse ou àquele. Quem sabe em uma volta minha o Corinthians esteja muito bem e não tenha o que mexer…Enfim, sou profissional e estou aberto a escutar tudo”, declarou.

 

Fabio Carille foi o primeiro treinador em 27 anos que saiu do Corinthians para ir diretamente a outro clube. Mesmo diante desse impacto, contudo, o comandante mostrou-se tranquilo com a sua decisão.

 

“Eu pensei em tudo, em tudo mesmo. Não é fácil pedir para sair do Corinthians, ainda mais com toda essa história que foi construída e por tudo que eu vivi. Ontem foi um dia muito difícil, um dia muito pensativo…Por conta de tudo isso, de saber o peso, de ficar na dúvida se eu estou fazendo o certo. Eu pensei em tudo. Mas estou com muita paz no coração sobre a minha escolha. Eu sei que o torcedor corintiano é paixão, e entendo também. Mas trabalhei muito no Corinthians, conquistamos bastante. Tem espaço para conquistar mais? Tem. Teria espaço para conquistar mais, mas eu coloquei na minha cabeça um outro desafio, um novo projeto”, disse.



Untitled Document
Últimas Notícias
Jovem é morto com 30 tiros de fuzil em MS
Detento do semiaberto é morto ao sair do trabalho
CCR oferece 25 vagas de emprego para Naviraí e mais 10 cidades do Estado
Untitled Document