Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2019
14 de MAIO de 2018 | Fonte: Agência Brasil

Anistia Internacional cobra conclusão sobre assassinato de Marielle

Diretora executiva da instituição no Brasil reforça que as perguntas quem matou Marielle e Anderson e quem mandou matar, não podem ficar sem respostas.

Após dois meses dos assassinatos de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, a Anistia Internacional afirmou que, cada dia que se passa sem respostas sobre o caso, aumenta as dúvidas sobre a eficácia da investigação. Em nota publicada ontem (13/05), a diretora executiva da instituição no Brasil, Jurema Werneck, reforçou que as perguntas quem matou Marielle e Anderson e quem mandou matar não podem ficar sem respostas.

 

O comunicado traz também declarações da família de Marielle. A mãe da vereadora, Marinete Silva, agradece os esforços feitos até o momento na investigação, considerada séria, e destaca também a necessidade de continuar a cobrança por justiça.

 

Segundo a nota, a irmã de Marielle, Anielle Silva, também reafirma o compromisso de lutar pelo esclarecimento do assassinato. ”Enquanto tivermos forças exigeremos Justiça, e o faremos nas ruas e nos espaços públicos. A minha irmã era da resistência e é assim que nós seremos até o fim”.

 

Na tarde de hoje (14/05), está programado um ato, para as 16h, nas escadarias da Câmara dos Vereadores. A manifestação é organizada pelo PSOL, partido da vereadora, em lembrança dos 60 dias do assassinato. Uma faixa será estendida para que os participantes escreverem mensagens em memória de Marielle e Anderson.



Untitled Document
Últimas Notícias
Reinaldo Azambuja debate prioridades de MS com ministros de Bolsonaro
Inscritos no Mais Médicos têm novas datas para selecionar municípios
Prefeito Izauri assina contratos na Caixa para aquisição de maquinários
Untitled Document