Untitled Document
SÁBADO, 18 DE AGOSTO DE 2018
25 de ABRIL de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Milho pode ter perdas de 200 mil toneladas com seca em MS

Em alguns municípios no Centro-Sul a estiagem já dura mais de 20 dias
Lavouras de milho estão em pleno desenvolvimento, mas sofrem com estiagem (Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado)

Estiagem prolongada registrada em municípios das principais regiões produtoras do milho safrinha de Mato Grosso do Sul começa a preocupar produtores e leva analistas da Federação de Agricultura e Pecuária (Famasul) a rever para baixo as estimativas da safra deste ano. Em decorrência da situação de deficit hídrico constatada em quatro regiões acompanhadas pelo Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga), a estimativa é de que as lavouras de milho sul-mato-grossenses comecem o mês de maio com volume de produção de grãos inferior ao projetado no início da safra. 

 

A queda estimada é de 200 mil toneladas, passando de 8,6 milhões para 8,4 milhões de toneladas. A produtividade, de 85 sacas por hectare, também deve recuar para 83 sacas por hectare. Os dados, repassados pelo engenheiro agrônomo e analista técnico em agricultura da Famasul, Leonardo Carlotto, refletem os efeitos do tempo seco no Centro-Sul, em regiões do Estado consideradas importantes para a cultura e que têm sido mais prejudicadas até o momento. 

 

Conforme informações da circular da Associação dos Produtores de Soja de MS (Aprosoja-MS), a cultura do milho já está com problemas de falta de chuvas nas regiões Centro-Oeste (que abrange os municípios de Sidrolândia, Maracaju, Jardim e Bonito) – nesta região, inclusive, alguns produtores relatam que já estão há mais de 20 dias sem chuva na propriedade –; Sudoeste-Fronteira (Itaporã, Maracaju, Ponta Porã e Bela Vista), Sul (Dourados, Itaporã, Fátima do Sul e Vicentina) e Sul-Fronteira (Ponta Porã e Aral Moreira).

 

“São municípios com grandes áreas de plantio, onde ficam municípios como Sidrolândia, Maracaju, Rio Brilhante, Itaporã, que respondem por 25% da área plantada da região”, destacou. 



Untitled Document
Últimas Notícias
Cocamar inaugura loja em Naviraí em outubro
Funasa libera 1ª parcela para implantação de água potável no Assentamento Juncal
Azambuja pede que Justiça responsabilize outros gestores por atraso no Aquário
Untitled Document