Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 19 DE JULHO DE 2018
04 de ABRIL de 2018 | Fonte: Campo Grande News

Secretário faz mistério sobre sair do governo e diz que Reinaldo fará anúncio

Até então, dois secretários vão disputar cargos na eleição deste ano; Miglioli anunciou ontem e José Carlos Barbosa já havia deixado administração
Secretário de Administração, Carlos Alberto Assis, durante entrevista. (Foto: Arquivo).
Secretário de Administração, Carlos Alberto Assis, durante entrevista (Foto: Arquivo)

Cotado para ser candidato nestas eleições, o secretário de Administração e Desburocratização de Mato Grosso do Sul, Carlos Alberto Assis, fez mistério sobre sua eventual saída para disputa deste ano. Segundo ele, quem vai fazer o anúncio é o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em ato previsto para sexta-feira (dia 6).

 

Por enquanto, dois secretários deixaram a administração para o pleito. O certo e anunciado na terça-feira (dia 3) é a saída do secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, que vai disputar uma vaga no Senado. No fim de dezembro, o deputado José Carlos Barbosa, então secretário de Segurança Pública, voltou à Assembleia de olho na reeleição ao cargo.

 

Também cotado para deixar a cadeira para eleição era o secretário de Governo, Eduardo Riedel. No entanto, o titular disse, em nota enviada ontem, que permanece na gestão estadual por escolha própria e para dar continuidade às ações. Ao Campo Grande News, o secretário de Cultura e Turismo, Athayde Nery, disse, semana passada, que não disputará qualquer cargo no pleito eleitoral deste ano.

 

"Acho que o governo não perde muito [em relação aos secretários que podem deixar as pastas]. Se ocorrer, saem mais um ou dois", disse o titular de Administração, sem citar nomes.

 

O presidente do PSDB em MS, deputado Beto Pereira, contudo, afirma que, por enquanto, a confirmação é a saída de Miglioli. "Sexta-feira é o prazo legal. Com isso, pode acontecer pedido de desligamento até lá. Mas, por enquanto, o único secretário confirmado é Marcelo Miglioli".

 

Dia 7 de abril é o último dia para quem ocupa cargo público e quer disputar a eleição deixar o Poder Público, de acordo com a legislação eleitoral.



Untitled Document
Últimas Notícias
Brasileiro chefe do PCC preso em Assunção tinha ajuda de policial paraguaio
São Paulo vende 47 mil ingressos para Majestoso no Morumbi
Soja responde por 16% das exportações brasileiras no semestre
Untitled Document