Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 19 DE ABRIL DE 2019
27 de MARÇO de 2018 | Fonte: Globo Esporte

Palmeiras bate o Santos nos pênaltis e está na final do Paulistão

Peixe vence no tempo normal, mas cai nas penalidades. Verdão agora espera o vencedor do duelo entre Corinthians e São Paulo, e primeiro jogo da decisão será no sábado.
Jailson defende cobrança de pênalti e classifica o Verdão (Foto: Marcos Ribolli/Globo Esporte)

O Palmeiras está na final do Campeonato Paulista. Nos pênaltis, o Verdão bateu o Santos na noite desta terça (27/03) em jogo realizado no Pacaembu, em São Paulo, e se classificou para a decisão - espera a definição do confronto entre Corinthians e São Paulo. No tempo normal, o Peixe venceu por 2 a 1, com gols de Sasha e Rodrygo (Bruno Henrique fez o do Palmeiras). Como o Verdão havia vencido o primeiro jogo por 1 a 0, a decisão foi para os pênaltis. E aí brilhou a estrela de Jailson. O goleiro pegou a cobrança de Diogo Vitor, e o Palmeiras venceu a disputa por 5 a 3.

 

O QUE VEM POR AÍ

Independentemente de passar Corinthians ou São Paulo, é certo que o primeiro jogo da decisão será no sábado, às 16h30, com o Palmeiras como visitante. A mudança do domingo para o sábado se dá porque o Verdão tem um compromisso pela Libertadores na terça-feira seguinte (dia 3), contra o Alianza Lima, em casa.

 

NOS PÊNALTIS

Dudu, Tchê Tchê, Victor Luis, Moisés e Guerra marcaram pelo Palmeiras. Gabriel, Jean Mota e Arthur Gomes fizeram os gols do Santos. Diogo Vitor foi o único a errar: responsável pela terceira cobrança do Santos, bateu fraco, à meia altura, à direita de Jailson.

 

COMO JOGOU O PALMEIRAS

Sem Marcos Rocha, lesionado, Roger Machado escalou Tchê Tchê na lateral direita. Foi a única grande mudança em relação ao time que havia vencido o Santos no sábado por 1 a 0. Por mais irônico que possa parecer, o Verdão teve muito mais volume de jogo, inclusive no primeiro tempo, em que perdeu por 2 a 1 - o problema foram as desatenções do sistema defensivo (Sasha sobe sozinho no primeiro gol, Victor Luis dá condição a Rodrygo no segundo, nas duas únicas vezes em que o Santos passou do meio-campo).

 

Na etapa final, Roger trocou Lucas Lima, muito apagado, por Guerra. Mas, diante de um Santos muito recuado, tudo o que Palmeiras fez foi alçar bolas na área. Deyverson, recuperado de lesão, fez seu primeiro jogo no ano, substituindo Willian. Moisés também entrou, no lugar de Bruno Henrique. Nada mudou. E a decisão foi para os pênaltis.

 

COMO JOGOU O SANTOS

Jair Ventura mexeu mais uma vez na estrutura da equipe. Depois de testar Vecchio, Jean Mota, Vitor Bueno, Diogo Vitor, o treinador optou por um esquema com quatro atacantes: Arthur Gomes, Eduardo Sasha, Rodrygo e Gabigol, sendo que estes dois últimos, mais centralizados, se revezavam na função de voltar ao meio para tentar armar o time. Com a bola, era um 4-2-4, semelhante ao usado pelo Corinthians na vitória contra o Palmeiras. No geral, o Santos teve muita dificuldade para sair com a bola da defesa. Mas nas poucas vezes em que passava do meio-campo, chegava com volume, com seus quatro homens de frente. Foi assim que saiu em vantagem no primeiro tempo.

 

No segundo, o Peixe se fechou todo na defesa, tentando os contra-ataques. Não conseguiu encaixar nenhum. E a decisão foi para os pênaltis.

 

RENDA E PÚBLICO

Público: 34.743 pagantes (36.591 presentes)

Renda: R$ 1.327.610



Untitled Document
Últimas Notícias
Ex-presidente do Peru, Alan García se suicida após receber ordem de prisão no caso Odebrecht
Quadrilha usava avião para traficar cocaína de MS para SP
Cursos em diversas áreas são opções de qualificação no Senac de Naviraí
Untitled Document