Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2019
15 de MARÇO de 2018 | Fonte: Correio do Estado

Governo pretende zerar fila de cirurgias eletivas com Caravana

Alunos da rede estadual também devem ser atendidos neste ano
Caravana da Saúde deve ser retomada entre o fim de abril e início de maio (Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado)

A Caravana da Saúde deve ser retomada entre o fim de abril e início de maio, de acordo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). A meta é zerar a fila para cirurgias eletivas e atender alunos da rede estadual com serviços de oftalmologia. Enquanto isso, edições do evento estão em andamento nas aldeias indígenas. O projeto já passou por Miranda e segue para atender os índios de Aquidauana, Dourados e Amambai.

 

Quanto à edição voltada para atendimentos oftalmológicos e de cirurgias eletivas, o governador garantiu que o serviço será retomado com as especialidades que foram disponibilizadas nas edições anteriores. 

 

“Vamos atender também as escolas públicas que possuem alunos com problemas de visão e audição. Hoje, 15% do baixo rendimento escolar dos alunos da rede pública é em decorrência de problemas de saúde relacionados a esses sentidos”.

 

Azambuja também garantiu a retomada das cirurgias eletivas que ainda estão paradas no Estado. Desde o início da Caravana, em 2015, foram realizados 54 mil procedimentos, mas ainda restam 27 mil pessoas aguardando atendimento. “Queremos zerar a fila e atender pelo menos quem está no sistema de cadastramento da regulação”. 

 

Para os estudantes, além de exames, o governo do Estado promete que alunos da rede pública terão acesso a óculos e aparelhos auditivos, a fim de corrigir o problema e melhorar rendimento escolar e a qualidade de vida. A expectativa do Estado é de que alunos de pelo menos 200 escolas de Campo Grande sejam atendidos e posteriormente do interior.

 

Na programação da Caravana em geral, além dos exames oftalmológicos e auditivos, a expectativa do governo é oferecer serviços como exames de câncer de mama e colo de útero, para acelerar o diagnóstico e o tratamento dos pacientes, além de inaugurar hospitais e leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). 

 

A nova edição da Caravana da Saúde deve passar pelas 11 microrregiões do Estado: Coxim, Ponta Porã, Paranaíba, Nova Andradina, Aquidauana, Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Corumbá, Naviraí e Jardim, promovendo uma reestruturação da rede de serviços. Todos os 79 municípios devem ser atendidos. 

 

Criado em 2015, o programa foi a estratégia encontrada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) para iniciar o planejamento da regionalização da Saúde. Entre os principais objetivos estava o de pôr fim às extensas filas de atendimento. No ano passado, foram realizados mais de 37 mil procedimentos oftalmológicos e 25 mil cirurgias eletivas.



Untitled Document
Últimas Notícias
Plano de Desenvolvimento da Agropecuária de MS passa por adequações
Lançamento do Dia de Cooperar no MS reúne cooperativas do Estado
FMS apoia evento científico sobre atividade física e saúde
Untitled Document