Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 25 DE JUNHO DE 2018
02 de MARÇO de 2018 | Fonte: Lance Net!

Verdão estreia com vitória na Libertadores

Junior Barranquilla tem jogador expulso logo no início, e Palmeiras aproveita com dois gols de Bruno Henrique e um de Borja. Alvez ainda isolou um pênalti nos minutos finais.
Jogadores comemoram gol de Bruno Henrique na vitória sobre o Junior Barranquilla (Foto: Reuters)

O Palmeiras estreou na Libertadores nesta quinta-feira (01/03) com uma vitória contundente: 3 a 0 sobre o Junior Barranquilla, no Estádio Metropolitano. Como canta a colombiana Shakira, “en Barranquilla se baila así”. O baile, no caso, foi do Verdão, único brasileiro a vencer na rodada e líder do Grupo 8 - Alianza Lima (PER) e Boca Juniors (ARG) ficaram no 0 a 0.

 

O nome da noite foi Bruno Henrique, aposta de Roger na vaga de Tchê Tchê: ele sofreu a falta que gerou a expulsão de Germán Gutiérrez e marcou dois gols. O outro foi de Miguel Borja, sexto dele no ano. Carrasco do Palmeiras com o Barcelona de Guayaquil em 2017, Jonatan Álvez ainda isolou um pênalti no fim.

 

Só deu Bruno Henrique

Germán Gutiérrez exibiu notável falta de inteligência logo aos nove minutos. O Junior era melhor e já havia exigido grande defesa de Jailson em chute de Jonatan Álvez quando o lateral-esquerdo foi com as travas da chuteira na altura do peito de Bruno Henrique em um lance totalmente banal. Foi merecidamente expulso.

 

Mais nove minutos se passaram até que Bruno Henrique apareceu de surpresa na área, recebeu de Dudu e estufou a rede do goleiro Viera, em jogada cujo embrião foi um ótimo lançamento de Felipe Melo. O camisa 30, aliás, respirou fundo e mostrou maturidade para não revidar “braçadas” de Teo Gutierrez e Alvez.

 

La casa de Miguel

O Palmeiras terminou o primeiro tempo em ritmo reduzido e começou o segundo ainda pior, praticamente anulando sua vantagem numérica, mas Miguel Borja, de atuação nada brilhante até ali, despertou antes que a preocupação tomasse conta.

 

O colombiano, que comemorou o título da Copa da Colômbia neste mesmo estádio e contra este mesmo rival em 2016, quando defendia o Atlético Nacional, acertou um chute lindo da entrada da área aos 6 minutos da etapa final e fez 2 a 0. Alegria dos familiares e amigos que saíram da pequena Tierralta para vê-lo.

 

Virou passeio

O segundo gol nocauteou o Junior Barranquilla. Bruno Henrique voltou a aparecer na área aos 26 para receber de Guerra, que acabara de entrar, e marcar pela segunda vez.

 

Um pênalti duvidoso de Marcos Rocha deu ao time da casa a chance de diminuir, mas o atacante isolou. E ainda houve tempo para outra chance clara, mas Jailson salvou.

 

FICHA TÉCNICA

JUNIOR BARRANQUILLA-COL 0 X 3 PALMEIRAS

Local: Metropolitano Roberto Meléndez, Barranquilla (COL)

Data-Hora: 1/3/2018 - 21h30

Árbitro: Enrique Cáceres (PAR)

Auxiliares: Eduardo Cardozo (PAR) e Juan Zorrilla (PAR)

Público/renda: Não disponíveis

Cartões amarelos: Piedrahita (BAR), Borja e Bruno Henrique (PAL)

Cartões vermelhos: Germán Gutiérrez, aos 9'/1ºT (BAR)

Gols: Bruno Henrique (18'/1ºT) (0-1), Borja (6'/2ºT) (0-2), Bruno Henrique (26'/2ºT) (0-3),

 

JUNIOR BARRANQUILLA-COL: Sebastián Viera; Piedrahita, Rafael Pérez, Alberto Rodríguez e Germán Gutiérrez; Cantillo, Pico, Chará (Luis Díaz, aos 27'/2ºT) e Mier (Jorge Arias, aos 33'/1ºT); Jonatan Álvez e Téo Gutiérrez (Luis Ruiz, aos 16'/2ºT). Técnico: Alexis Mendoza.

 

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antonio Carlos, Thiago Martins e Victor Luís; Felipe Melo, Bruno Henrique (Thiago Santos, aos 27'/2ºT) e Lucas Lima (Guerra, aos 23'/2ºT); Willian, Dudu e Borja (Gustavo Scarpa, aos 32'/2ºT). Técnico: Roger Machado.



Untitled Document
Últimas Notícias
Homem é assassinado ao tentar defender filho
PRF testa novo bafômetro em MS
Mais de 25 mil trabalhadores podem sacar o PIS
Untitled Document