Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 21 DE MAIO DE 2018
22 de JANEIRO de 2018 | Fonte: Globo Esporte

Palmeiras dosa parte física e começa a mostrar padrão de jogo

Primeiros dois jogos do ano, ambos com vitória, mostram pontos em comum.
Jogadores comemoram gol de Borja na vitória por 1 a 0, sobre o Botafogo em Ribeirão Preto (Foto: Globoesporte)

O planejamento do Palmeiras neste início de ano tem funcionado. São duas vitórias em duas partidas, a mais recente neste último domingo (21/01) por 1 a 0 sobre o Botafogo, com repetição de escalação e primeiras mostras de padrão de jogo, mas também preocupação com a condição física do elenco.

 

Para levar a campo em Ribeirão Preto os mesmos titulares do 4-1-4-1 de quinta-feira passada contra o Santo André, o técnico Roger Machado e sua comissão decidiram usar os dois dias de intervalo exclusivamente para recuperar os atletas. Na sexta-feira e no sábado, apenas os reservas trabalharam com bola.

 

Deu certo. Apesar de um início de quase nenhuma chance de gol, influenciado em certa medida pelo calor intenso do interior paulista, a equipe corrigiu os problemas no intervalo - já com sombra no estádio Santa Cruz - e fez um segundo tempo completamente diferente, de menos espaços e mais aproximação nos passes.

 

O padrão treinado por Roger Machado é esse, do "jogo apoiado", com triangulações para envolver e furar a marcação. A ideia é que sempre alguém se apresente no espaço vazio para receber a bola.

 

Outra tática ensaiada no dia a dia e que vem sendo colocada em prática é a "saída de três": um volante afunda entre os dois zagueiros abertos para receber a bola, enquanto os dois laterais puxam a marcação no ataque. Assim, o Palmeiras ganha terreno ao empurrar o Botafogo para trás, facilitando a transição ofensiva.

 

É muito cedo, começo de temporada, mas a opção de Roger tem sido mais eficiente, por exemplo, do que a estratégia do são-paulino Dorival Júnior, que escalou dois times diferentes nas duas primeiras rodadas e ainda não venceu. O palmeirense também se mostra preocupado com a questão física, mas vem apostando nos jogos como forma de entrosamento.

 

Para o próximo compromisso, diante do RB Brasil, na arena há um tempo maior de preparação. Tempo que deve ser utilizado para reforçar o que funcionou no segundo tempo de domingo e na primeira etapa de quinta-feira passada. O jogo é apenas na quinta-feira.



Untitled Document
Últimas Notícias
Maior derrotado da Série A, Santos não perdia tanto desde ano da estreia de Pepe
Bellucci dá 1ª vitória brasileira no quali de Roland Garros
MS tem a melhor geração de emprego dos últimos quatro anos
Untitled Document