Untitled Document
QUARTA-FEIRA, 19 DE DEZEMBRO DE 2018
20 de DEZEMBRO de 2017 | Fonte: Correio do Estado

Dourados e União firmam acordo de R$ 65 milhões para ampliar aeroporto

Assinatura aconteceu um dia antes de o município completar 82 anos
Assinatura aconteceu um dia antes de o município completar 82 anos (Foto: Clodoaldo Silva)

Com objetivo de ampliar a capacidade de atendimento do aeroporto de Dourados, foi assinado na noite de ontem, em Brasília, o Termo de Execução Descentralizada (TED) entre a prefeitura do município e o Ministério dos Transportes. A ampliação prevê investimentos de R$ 65 milhões a partir do próximo ano. 

 

De acordo com a prefeita Délia Razuk, a ampliação que vai permitir o pouso de aeronaves maiores vai ser necessário no futuro com a entrada em funcionamento da linha férrea  Ferroeste e investimentos chineses na região do Cone Sul. “A cidade vai passar a ser referência no deslocamento de empresários e investidores, uma vez que haverá redução no tempo gasto de deslocamento. Hoje, para fazer um voo nacional é necessário ir até Campo Grande. Isso vai acabar”, destacou a gestora municipal.

 

O termo foi assinado pelo ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa e a prefeita, prevendo investimentos no Aeroporto Municipal Francisco de Matos Pereira, de Dourados. Ao todo serão investidos R$ 65 milhões na obra. Esta assinatura aconteceu um dia antes de o município completar 82 anos de emancipação. 

 

Essa é a segunda maior obra do Programa Federal de Auxílio aos Aeroportos (PROFAA), ficando atrás apenas das intervenções na cidade paranaense de Maringá.

 

Do investimento global, R$ 6 milhões já foram empenhados em favor do Exército Brasileiro para as obras, já que a proposta de execução do projeto pelo Exército Brasileiro foi a saída encontrada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) após a Prefeitura de Dourados e o Governo do Estado optarem por essa alternativa.

 

A ampliação do aeroporto douradense demandará recursos de R$ 49 milhões para obras de infraestrutura sob responsabilidade do Exército,  e mais R$ 16 milhões para a Prefeitura de Dourados construir o terminal modelo III, ou seja, o maior previsto no programa, com 2.600 metros quadrados.

 

O projeto

De acordo com o cenário aprovado pelo governo, a pista passará dos 1950m x 30 m para 2.125 m x 45 metros. O pátio de estacionamento de aeronaves passará dos atuais 9 mil m² para 16.880 m², com 6 posições para embarque e desembarque simultâneos. O terminal de passageiros passará dos atuais 971 m² para 1.210 m².

 

Serão construídos ainda uma nova taxiway (acesso à pista), Resas (áreas de segurança nas cabeceiras) de 90x90 metros, que ainda não existe, e novo SCI (Serviço de Combate a Incêndio).

 

Com isso, o aeroporto passará a operar 100% por instrumentos e poderá receber aeronaves de até 162 passageiros, como o Boeing 373-800, como 90% de PMD (peso máximo para decolagem) ou 71 toneladas, por exemplo. O estudo levou em consideração a demanda de passageiros de 110 por hora em 2025 e 171 em 2035. 

 

Atualmente, em condições climáticas adversas o aeroporto é fechado para pousos e decolagens. 

 

A assinatura do Termo de Execução Descentralizada é o processo autorizativo para o início da edificação. "A ampliação e modernização do aeroporto de Dourados é uma luta que amplos setores da sociedade douradense vêm defendendo há quase sete anos", explica Geraldo Resende.

 

Participaram da solenidade o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, o senador Pedro Chaves, o deputado federal Geraldo Resende, e o secretário municipal de Dourados José  Elias.



Untitled Document
Últimas Notícias
Estado combate crime organizado na fronteira com sistema de controle rodoviário em tempo real
Estudante paraguaia é presa acusada de ajudar na fuga de membros do PCC
Polícia prende suspeito de envolvimento na morte de Marielle
Untitled Document