Untitled Document
TERÇA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2018
08 de NOVEMBRO de 2017 | Fonte: Agência Brasil

PF desarticula organização criminosa que fraudava o Enem

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (8) a Operação Adinamia, para desarticular uma organização criminosa especializada em fraudar concursos públicos e processos seletivos para ingresso no ensino superior, por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016/2017, no Ceará e em outros estados da Federação.

 

“As formas da fraude consistiam na violação antecipada de lacres para acesso às provas do Enem e concursos e/ou utilização de candidato piloto e de ponto eletrônico, com a transmissão dos gabaritos. O curso de medicina é o principal alvo das fraudes e também o mais caro, sendo pago em torno de R$ 90 mil por vaga, sendo metade do valor pago antes do certame e metade depois de garantida a vaga”, diz a PF em nota.

 

Cerca de 90 policiais federais cumprem 36 mandados, sendo 21 de busca e apreensão, quatro de prisão preventiva e 11 de condução coercitiva, nas cidades de Fortaleza, Juazeiro, Barbalha, Mauriti, Abaiara e Lavras da Mangabeira, no Ceará; São José de Piranhas e Cajazeiras, na Paraíba; e em Teresina, no Piauí.

 

Segundo a PF, o nome da operação, Adinamia, é uma referência à “fraqueza moral daqueles que fraudulentamente tentam burlar a concorrência de concursos públicos para cargos públicos e processos seletivos para ingresso em cursos superiores por meio do Enem”.



Untitled Document
Últimas Notícias
Com novo nome, Polícia Municipal vai abrir 350 vagas para concurso em Campo Grande
Morador de rua é preso suspeito de tentar matar jovem com pedaço de concreto em MS
Bolsonaro: saúde deve ter base informatizada
Untitled Document