Untitled Document
QUINTA-FEIRA, 19 DE ABRIL DE 2018
04 de NOVEMBRO de 2017 | Fonte: Lance Net!

Santos vence o Galo na Vila e cola no líder

Técnico comanda o Peixe após demissão do ex-treinador Levir Culpi e conquista vitória sobre o Galo por 3 a 1. Comandante deu chances a Arthur Gomes, Caju e Rodrygo.
David Braz beija a bola na comemoração do segundo gol santista (Foto: Gil Guzzo/Ofotografico)

O Santos venceu o Atlético-MG por 3 a 1 na tarde deste sábado, na Vila Belmiro. Com o resultado, o Peixe alcança 56 pontos, passa o Palmeiras, com 54 pontos, e fica a apenas três do Corinthians, que segue liderando o Campeonato Brasileiro com 59. Os rivais se enfrentam neste domingo, na Arena Corinthians. O Galo permaneceu com 42 pontos.

 

Diferentemente da partida contra o Atlético-GO, em que os santistas foram à Vila Belmiro para cobrar o time, o clima no Alçapão era de alegria e apoio e também um pouco hostil. Isso porque Robinho reencontrou a equipe que o projetou nacionalmente e foi vaiado e xingado todas as vezes que tocava na bola. 

 

Mas o que trouxe o torcedor ao estádio foi a reestreia de Elano como técnico do Peixe. O ex-meia prometeu resgatar o DNA ofensivo da equipe e trouxe novos rostos entre os titulares: Arthur Gomes e Caju, que corresponderam mesmo ambos jogando pela última vez no dia 1º de julho. 

 

O Alvinegro iniciou propondo jogo e disparou para a área de ataque do rival. As primeiras mudanças notadas logo de cara é um time mais compacto e menos espaçado, o que antes não acontecia com o ex-treinador Levir Culpi. Renato também apareceu mais livre à frente de Alison, com o intuito de dar passes, lançamentos e ajudar Lucas Lima.

 

O Galo pouco brilhou. Finalizou duas vezes, nenhuma no gol, e sofreu pressão do adversário, até o Rei das Pedaladas provou do próprio veneno e levou uma caneta de Alison. 

 

Prestes a acabar o primeiro tempo, Bruno Henrique cruza na área e encontra Arthur Gomes, que chega com atraso e perde uma chance clara de gol. Mas ele se redime e recebe novamente do atacante, e empurra de cabeça para abrir o placar.

 

Mas a alegria durou pouco. O juiz Wilton Pereira apita para iniciar a segunda etapa e o Atlético-MG precisou de apenas cinco minutos para empatar, com direito a assistência de Robinho e gol de Fred. O ex-Menino da Vila ainda teve sua chuteira lustrada pelo centroavante. 

 

Com o empate, o time visitante ganhou novo fôlego e foi para cima, buscando o contra-ataque. Pressionou e viu o Peixe se irritar e ganhar cartões amarelos. Elano seguiu na beira do gramado gesticulando, pedindo um time determinado e ofensivo. 

 

Depois de muito pegarem no pé de Lucas Lima, que já aparentava cansaço e perda de ritmo, o meia foi bater mais um escanteio. E ele caprichou e só deu o trabalho para David Braz enfiar de cabeça e virar o jogo. 

 

Desta vez, novo gás para o Alvinegro praiano, que insistia em buscar mais um gol. Vanderlei teve trabalho e viu a bola bater duas vezes na trave, mas também viu o time da Baixada se acalmar, trocar passes e um golaço de Ricardo Oliveira, que ampliou com a ajuda de Bruno Henrique.

 

O Santos enfrenta o Vasco na quarta-feira, na Vila Belmiro, às 21h45, enquanto o Atlético-MG pega o Atlético-GO, no estádio Independência, às 20h de quinta.



Untitled Document
Últimas Notícias
Supermercados Chama lançam promoção do Dia das Mães
Zé Teixeira intercede por construção de rotatória em rodovia de MS
Zeca retira ação contra o Santos, que fecha com o Inter troca por Sasha
Untitled Document