Untitled Document
DOMINGO, 20 DE JANEIRO DE 2019
16 de OUTUBRO de 2017 | Fonte: Correio do Estado

Produção de soja pode cair até 10% no MS

Estimativa é de queda entre 8% e 10,2% em relação à safra anterior, segundo a Conab.

Produção de soja em Mato Grosso do Sul deve ter redução de 8% a 10,2% na safra 2017/2018 em relação à anterior, recuando de 8,57 milhões de toneladas para um volume situado entre 7,70 milhões e 7,89 milhões de toneladas. A projeção, divulgada na semana passada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) por meio do 1º Levantamento de Safra de Grãos 2017/2018, aponta ainda que a cultura deverá sofrer queda de produtividade no Estado, passando dos atuais 3.400 quilos por hectare para 3.009 quilos por hectare, o que representa retração de 11,5%. Apesar dos decréscimos, é esperado crescimento de 1,5% a 4% na área cultivada da oleaginosa, saindo dos 2,52 milhões de hectares plantados na safra passada para números aproximados de 2,56 milhões a 2,62 milhões de  hectares.

Previsão é de recuo de 8% a 10% no volume a ser colhido (Foto: Divulgação)

Conforme o estudo da Conab, os preços baixos, aliados ao grande volume de produto ainda por comercializar da safra anterior, estimado em 2 milhões de toneladas, têm desestimulado os produtores. Apesar desses problemas, os sojicultores têm dívidas em longo prazo e necessitam plantar, até porque não há outra opção de cultura na primeira safra em substituição à oleaginosa.

 

COMERCIALIZAÇÃO

Até o fechamento do 1º levantamento da safra 2017/2018, aproximadamente 15% da safra atual havia sido comercializada em Mato Grosso do Sul. “Com valores variando entre R$ 56,00 e 60,00, os produtores estão optando pela espera por melhores preços para a comercialização, pois nesse patamar está difícil o fechamento do custo de produção, prevendo-se redução do pacote tecnológico nas áreas que operam com custos mais elevados”, destacou o estudo.



Untitled Document
Últimas Notícias
Promoção 28 Anos dos Supermercados Chama distribuiu 130 mil cupons
Sob efeito do álcool, afogamentos são comuns até para quem sabe nadar
Inscrições para professor temporário do Estado encerram neste domingo
Untitled Document