Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2017
15 de JULHO de 2017 | Fonte: Globo Esporte

Marcelo Melo conquista Wimbledon em maratona de quase 5 horas

Ao lado do polonês Lukasz Kubot, brasileiro supera 4h41 de drama na final e leva único Grand Slam que Brasil ainda não havia vencido na Era Aberta (desde 1968).
Lukasz Kubot e Marcelo Melo posam com troféu de Wimbledon (Foto: REUTERS/Matthew Childs)

Foram eternos 281 minutos. Um jogo tão longo quanto inesquecível. O brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot se tornaram campeões de duplas do torneio de Wimbledon, o único Grand Slam que faltava ao Brasil na Era Aberta (desde 1968). O título veio em 4h41 com vitória sobre o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic, cabeças de chave 16, por 3 sets a 2, parciais de 5/7, 7/5, 7/6(2) e 3/6 13/11.

 

O feito histórico foi o desfecho de uma narrativa dramática na decisão. Melo e Kubot brilharam quando pressionados diante de adversários muito sólidos, apesar de inexperiente em grandes finais. Foi o desfecho apropriado para um resultado marcante para o tênis brasileiro após uma grande campanha no Grand Slam britânico. A vitória só veio no terceiro match-point, quase uma hora depois das primeiras chances para fechar o jogo.

 

Garantido como número 1 no ranking individual de duplas, o mineiro conquistou o único Grand Slam que um brasileiro ainda não havia conquistado desde 1968, quando o tênis se profissionalizou (antes, Maria Esther Bueno venceu em Wimbledon nas simples em 1959, 60 e 64 e nas duplas em 1958,60,63,65,66).

 

Marcelo Melo havia sido campeão em Roland Garros, na França, em 2015, ao lado do croata Ivan Dodig. E o brasileiro Bruno Soares venceu também em duplas masculinas na Austrália e no US Open, em 2016.

 

Líderes no ranking do ano, Melo e Kubot somam 14 vitórias consecutivas no circuito. Eles venceram também ATP 250 de s-Hertogenbosch (na Holanda), o ATP 500 de Stuttgart, torneios preparatórios disputados na grama. Eles também foram campeões na quadra dura do Masters 1000 de Miami, em abril, e no saibro do Masters 1000 de Madri, em maio. Em Wimbledon, foram quatro vitórias em cinco sets, incluindo a semifinal e a decisão. 

 

Três Match Points

Os rivais embalaram no final da primeira parcial, não cometeram erros e conseguiram quebrar o polonês para sair na frente no jogo. O austríaco Marach conseguiu fazer a diferença do fundo e disparou uma devolução vencedora no break point.

 

Assim como no primeiro set, Marach e Pavic permaneceram mais firmes na devolução. A história se inverteu no segundo set, quando o brasileiro e o polonês cresceram na partida. Kubot encontrou devoluções impecáveis e conseguiu empatar a partida com um grande lob. O equilíbrio predominou na parcial seguinte e, sem quebras, a decisão foi para o tiebreak pela primeira vez. Melo e Kubot não sentiram a pressão e foram melhores para voltar a liderar o placar.

 

Os adversários não recuaram e conseguiram pressionar o mineiro e conquistar nova quebra para abrir 3/1. Novamente no saque do austríaco, Melo e Kubot quebrar e igualaram a parcial.

 

O desfecho do jogo foi dramático. Os favoritos começaram sacando, mas o quinto e decisivo set seguiu sem quebras. Como o quinto set é longo, a dupla vencedora teria de abrir dois games de vantagem para fechar a partida. O parceiro do brasileiro voltou a brilhar na devolução e conseguiu pressionar novamente Marach, mas Melo não se encontrou e os oponentes igualaram em 5/5 no 5º set.

 

O mineiro foi firme no último game e teve dois match-points, mas o croata Pavic brilhou no serviço e conseguiu salvar ambas as chances. Sacando em 8/8, Kubot passou sufoco e precisou salvar três chances de quebras consecutivas. Os adversários seguiram pressionando, mas o brasileiro e o polonês não se abalaram. Após a paralisação de 10 minutos para que as luzes fossem ligadas, a quebra veio e Marcelo Melo e Lukasz Kubot foram ao chão, comemorando a conquista no terceiro match point.



Untitled Document
Últimas Notícias
Homem é preso por manter 250 canários em cativeiro
Rede Municipal de Ensino de Naviraí discute metas do PNAIC
Copasul conclui nova turma de aprendizagem
Untitled Document