Untitled Document
DOMINGO, 23 DE JULHO DE 2017
11 de JULHO de 2017 | Fonte: G1

Alckmin: PSDB não precisa ter cargo no governo

Governador falou sobre a reunião da cúpula do partido durante visita a Ribeirão Bonito.
Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) visita Ribeirão Bonito (Foto: Rodrigo Facundes/EPTV)

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse nesta terça-feira (11), durante visita ao município de Ribeirão Bonito, que está ficando cada vez mais claro que o PSDB não precisa ter cargos no governo de Michel Temer (PMDB). Na noite de segunda-feira (10), a cúpula do partido se reuniu para debater se manteria o apoio ao presidente.

 

"Nós fizemos ontem uma reunião dos governadores do PSDB, líderes no Senado e na Câmara e a direção partidária. Foi uma reunião muito proveitosa porque não há uma posição única, o partido tem posições diferentes, mas foi muito bom porque nós fomos convergindo, estamos fazendo aí uma convergência para ter uma posição única", avaliou Alckmin.

 

"Apoio total à retomada do emprego no Brasil, todos projetos de lei, as medidas para a retomada do emprego e renda, mas cada vez vai ficando mais claro que não há necessidade do partido ter pessoas no governo, por mais gabaritadas que sejam, por mais preparadas que sejam, para poder ajudar o Brasil e ajudar o povo brasileiro nesse momento difícil. Acho que caminha para esse caminho", disse o governador.

 

Alckmin também afirmou que a reunião não tinha por objetivo chegar a uma decisão. "Você pode apoiar o governo, pode apoiar as medidas de interesse do país sem estar nomeando cargo, ministério. Essa é a decisão que tenderá a ser tomada. Ontem não foi uma reunião deliberativa porque não era a reunião da executiva do partido. Era uma reunião de conversa para tentar buscarmos aí uma convergência em uma situação em que realmente há uma divisão do partido. Nós estamos procurando construir essa convergência, ajudar o Brasil é o que interessa".

 

Votação da bancada

O governador também foi questionado sobre o PSDB decididir liberar a bancada do partido na Câmara para votar a favor da autorização para o Supremo Tribunal Federal (STF) analisar a denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra Temer.

 

"Eu vejo que é uma decisão correta porque os parlamentares é que votam e eles têm legitimidade e representatividade para fazer isso", opinou.

 

Convênios

O governador deve passar por três municípios nesta terça-feira: Ribeirão Bonito, Santa Cruz da Conceição e São Sebastião da Grama. Nessas cidades, ele acompanhará a chegada da Carreta Mulheres de Peito, assinará convênios com as prefeituras e autorizará processos de regularização fundiária.



Untitled Document
Últimas Notícias
Morre em São Paulo o ex-goleiro Waldir Perez
Ladrão usa capacete de moto para roubar celular de jovem
Mistão do Palmeiras vence o Sport fora de casa
Untitled Document