Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 22 DE SETEMBRO DE 2017
01 de JUNHO de 2017 | Fonte: Notícias Agrícolas

Chuvas e nova onda de compras elevam o preço do feijão

Nos próximos dias, o frio e a chuva devem ganhar força sobre o sul do Brasil, com impactos negativos para as áreas produtoras de feijão
Foto: Divulgação

O preço do feijão deve voltar a subir ainda essa semana. O valor da saca chegou a oscilar entre R$ 250,00/R$ 300,00 em meados do mês de maio, mas caiu um pouco na última semana. Com a nova onda de compras e o aumento das chuvas, os preços podem voltar a se valorizar.

 

Nos próximos dias, o frio e a chuva devem ganhar força sobre o sul do Brasil, com impactos negativos para as áreas produtoras de feijão. Caso essa previsão se confirme, a oferta, que já vem diminuindo dia a dia, pode reduzir ainda mais, puxando a alta nos valores das negociações.

 

“O momento é de cautela. Não esperamos grandes variações positivas além dos valores já praticados durante o mês de maio. No entanto, estaremos sujeitos a perdas de qualidade e talvez também de produtividade, agravando o quadro deficitário que já estamos vivendo. O mercado está muito ajustado. Portanto, sempre que a demanda aumenta um pouco devido à época de inicio de mês, quando concentra maior reposição do varejo, estamos sujeitos imediatamente às correções dos preços”, disse o presidente do Instituto Brasileiro do Feijão & Pulses (Ibrafe), Marcelo Eduardo Lüders.

 

Cenário

Até a colheita da terceira safra, que começou a ser plantada no início de maio, não há previsão de aumento de oferta. Ao contrário, a expectativa é de que os preços continuem subindo e acompanhem diretamente a redução na colheita.



Untitled Document
Últimas Notícias
Neymar pede desculpas ao elenco do PSG por polêmica com Cavani, diz jornal
Com foco na eficiência e competitividade, MS adere ao Agro+, do Ministério da Agricultura
Scocco faz cinco gols, River atropela o Wilstermann e vai à semifinal
Untitled Document