Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 22 DE MAIO DE 2017
19 de MAIO de 2017 | Fonte: Estadão

Delator diz que Aécio recebeu R$ 80 mi para campanha e 'continuou pedindo mais'

Aécio Neves está afastado do Senado (Foto: Divulgação)

Em delação ao Ministério Público, o diretor de Relações Institucionais e de Governo da JBS, Ricardo Saud, relatou, no último dia 7, que o grupo pagou R$ 80 milhões para a campanha do então candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves. Principal braço direito de Joesley Batista, dono da JBS, nas negociações com políticos do governo ou da oposição, Saud não deu detalhes sobre a forma do repasse ao tucano, mas disse que as "questões" eram na maioria das vezes "ilícitas".

 

O delator contou que Joesley sempre "correu" do candidato. "Ele (Aécio) continuou pedindo mais dinheiro após a campanha", relatou. Saud ainda contou que um homem de prenome Fred era o interlocutor de Aécio para receber o dinheiro, sempre em shopping center movimentado.

 

O dinheiro era guardado por Fred numa mochila de cor preta. Uma pessoa próxima de Aécio conhecida por Fred é o primo dele Frederico Pacheco de Medeiros, preso no âmbito das investigações nesta quinta-feira, 18. O delator ainda contou que pagava "propina" a dois intermediários de Eduardo Cunha, Altair e Lúcio Funaro.



Untitled Document
Últimas Notícias
Cursilho Naviraí promove Feijoada dia 02 de Julho no Salão Paroquial
Comissão aprova redução de pena para preso com deficiência
Caminhão boiadeiro carregado com 20 animais tomba em Naviraí
Untitled Document