Untitled Document
SEGUNDA FEIRA, 22 DE MAIO DE 2017
18 de MAIO de 2017 | Fonte: Campo Grande News

"O estrago está sendo grande", diz Marun após denúncias contra Temer

Deputado é um dos principais aliados do governo (Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados)

Na manhã seguinte as denúncias contra o presidente Michel Temer (PMDB), o deputado federal Carlos Marun (PMDB), aliado do governo, disse que ainda precisa ouvir o áudio para avaliar o que foi dito pelo presidente, mas avalia que "o estrago está sendo grande".

 

Em entrevista ao Campo Grande News nesta manhã, o deputado afirmou que a informação vazou ontem, mas agora é preciso ter acesso ao áudio antes de fazer avaliações. Temer foi flagrado en gravação dos irmãos Joesley e Wesley Batista autorizando o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) a intermediar a resolução de um assunto relativo a holding J&F.

 

"É uma pena, estou muito triste com tudo isso", disse ele sobre a repercussão mundial das gravações. O deputado completou ao falar que acreditava que o país estava saindo da crise e a atual situação interrompe o processo. "Estávamos gerando até emprego".

 

Na deleção premiada dos irmãos Batista, eles ainda contam que disseram para Temer que estavam pagando uma mesada para ex-deputado federal, cassado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e ao operador Lúcio Funaro para permanecerem calados na prisão. A situação foi incentivada por Temer, que afirmou o pagamento deveria ser mantido.

 

"Precisamos ter acesso a esse áudio, porque ele não fala em corrupção, fala em anuência a um processo no qual ele ajudaria. Estava ajudando o ex-deputado Eduardo Cunha e sua família", disse.

 

Marun ainda desclassificou Joesley ao afirmar que o empresário "se tornou milionário em favores recebidos durante os governos petistas" e que agora "aceitou estabelecer uma colaboração premiadíssima". O deputado finaliza dizendo que espera que o dono da JBS "não esteja prestando mais um serviço ao PT".

 

Em relação as reformas, trabalhista e da previdência, que estavam em andamento, Marun que é presidente da comissão especial da reforma da Previdência, disse ainda não jogou a toalha, "mas eu creio que esse assunto que está diretamente comprometido".



Untitled Document
Últimas Notícias
Cursilho Naviraí promove Feijoada dia 02 de Julho no Salão Paroquial
Comissão aprova redução de pena para preso com deficiência
Caminhão boiadeiro carregado com 20 animais tomba em Naviraí
Untitled Document