Untitled Document
SEXTA-FEIRA, 22 DE SETEMBRO DE 2017
20 de ABRIL de 2017 | Fonte: Globo Esporte

Confiança, luta e paciência: o que o Palmeiras busca contra a Ponte Preta

Edu Dracena quer um Palmeiras paciente contra a Ponte Preta (Foto: César Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação)

Um minuto de cada vez. Um gol de cada vez. O Palmeiras se prepara para enfrentar a Ponte Preta, no sábado, às 19h, na arena, pela semifinal do Paulistão, dando ênfase à paciência que precisará ter no duelo e tentando se manter confiante em uma goleada. Como perdeu por 3 a 0 em Campinas, domingo passado, o Verdão agora precisa de uma diferença de quatro gols para avançar.

Com portões fechados, o grupo se reapresentou aos trabalhos na Academia de Futebol na manhã da última quarta-feira, após dois dias de folga. Além do desgaste físico, havia a preocupação com a recuperação emocional, principalmente pela pressão sofrida nas últimas semanas.

 

Em Campinas, uma atuação aquém das expectativas alviverdes facilitou para a Ponte Preta. E agora o Palmeiras está obrigado a golear por quatro gols de diferençar para ir à decisão. Ou então vencer por três gols para tentar conquistar a vaga na final nos pênaltis. Impossível? Não para Edu Dracena.

 

Experiente, o zagueiro fala em "guerreiros" na luta pela vaga na decisão do Campeonato Paulista. Ele também ressalta a necessidade de o time ter atenção e calma para construir o resultado.

 

– Para fazer o terceiro, tem de fazer o primeiro. Temos jogadores experientes, que passaram por momentos difíceis na carreira e que sabem que o jogo tem 90 minutos. Você não pode achar que vai decidir nos primeiros minutos. Tem de entrar concentrado desde o início, o que faltou um pouco no jogo de Campinas. Não vamos ter só 11 guerreiros dentro de campo e sim 23, fora os milhões de palmeirenses torcendo e vibrando para que a gente consiga o nosso objetivo – afirmou Dracena.

 

Em um mês decisivo, o Palmeiras joga o destino no Paulistão antes de viajar a Montevidéu para enfrentar o Peñarol, na próxima quarta-feira. Na Libertadores, porém, a situação é mais tranquila graças aos triunfos emocionantes sobre os uruguaios e os bolivianos do Jorge Wilstermann.

 

Para o torneio estadual, o Verdão terá grande apoio da sua torcida. Até quarta-feira, mais de 30 mil ingressos foram vendidos. A demonstração de apoio da arquibancada é mais uma motivação para o elenco. Nas redes sociais, há uma campanha da qual até os jogadores participam.

 

– Estou bem confiante. O torcedor está passando isso para nós. Acredito muito que a gente possa superar esse obstáculo. Não vai ser fácil. A Ponte Preta é um time muito difícil, mas nada melhor do que você jogar com casa cheia e com o torcedor acreditando até o último minuto – disse Dracena.



Untitled Document
Últimas Notícias
Neymar pede desculpas ao elenco do PSG por polêmica com Cavani, diz jornal
Com foco na eficiência e competitividade, MS adere ao Agro+, do Ministério da Agricultura
Scocco faz cinco gols, River atropela o Wilstermann e vai à semifinal
Untitled Document